SINDELPOL-RJ PARTICIPA DE DEBATE NA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA DA CÂMARA SOBRE A OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL NO JACAREZINHO

  • quinta, 27 de maio de 2021


Diretora jurídica do Sindelpol-RJ Delegada Dra.Thaianne Barbosa

Nesta quarta-feira, 26, a diretora jurídica do Sindelpol-RJ, Delegada Dra.Thaianne Barbosa, participou da audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados que debateu questões relacionadas à operação da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro na comunidade do Jacarezinho, no último dia 6 de maio.

A audiência ocorreu por iniciativa do Deputado Delegado Antônio Furtado e contou com a participação de representantes da Polícia Civil do Rio de Janeiro e diversos representantes de entidades classistas.

A diretora jurídica do Sindelpol-RJ, Dra. Thaianne Barbosa, ressaltou o pré-julgamento existente por setores que se apropriam da comunicação para desconstruir a imagem da polícia.

“Quando a gente verifica que minutos após uma operação policial, sem que tenha havido qualquer tipo de perícia com relação a qualquer situação ou análise fática das circunstâncias, a atuação policial é sempre passível de condenação. Verifica-se que o que está em jogo não é uma discussão sobre segurança, ou uma promoção de mudança na política de segurança pública em cenário nacional, o que se verifica é um subterfúgio para promover outros segmentos com interesses invariavelmente espúrios”, afirmou a Delegada Thaianne Barbosa.

A diretora do Sindelpol-RJ fez questão de destacar na audiência pública a questão da Reforma Administrativa, que visa claramente o desmantelamento do próprio serviço público.

“Estamos mais uma vez sendo massacrados com uma proposta de reforma administrativa, além disso, a própria adesão do nosso Estado ao regime de recuperação fiscal, onde já temos anos de defasagem de reposição inflacionária. É preciso refletir sobre que polícia e que política de segurança pública se pretende com o sucateamento e a desmotivação dos servidores. Não adianta criticar e bater com argumentos falaciosos, isso só beneficia o crescimento e o enriquecimento do crime organizado. A nossa inércia ou a nossa desarticulação tem um preço que custa vidas, vidas inocentes e vidas policiais que expõe as próprias vidas para resguardar a segurança de toda a sociedade”, relatou a delegada Thaianne Barbosa.

Também participaram da Audiência, RODRIGO OLIVEIRA, subsecretário de planejamento e integração da Polícia Civil do Rio, FABRÍCIO OLIVEIRA, Coordenador da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), RODOLFO LATERZA, Presidente da ADEPOL-BR; FÁBIO NEIRA, Presidente da COLPOL-RJ e ANDRÉ LUIZ GUTIERREZ, Presidente da COBRAPOL.


Confira a fala da nossa diretora Dra. Thaianne Barbosa: https://www.youtube.com/watch?v=85d3FN0KxCs
Audiência na íntegra: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/61503